Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quem Quer Bolo?

Experiências na Cozinha e Não Só ;)

Quem Quer Bolo?

Experiências na Cozinha e Não Só ;)

É Isto Um Homem?, de Primo Levi

é%20isto%20um%20homem.jpg

"Quando o mundo estiver unido na busca do conhecimento, e não mais lutando por dinheiro e poder, então nossa sociedade poderá enfim evoluir a um novo nível."

 

O que é que ainda há para dizer sobre este tema? Sobre os campos de extrimínio? Sobre a chacina que foi feita, supostamente, por "Homens" a outros Homens?

Afinal, parece que ainda há muita coisa....

Eu fico abismada quando alguém diz que isto não aconteceu. Que não morreram milhares de pessoas, que estes sobreviventes inventam coisas. Como é possível?? Não está na frente dos olhos??

O título deste livro é mesmo indicado, porque não podem ter sido "Homens" que fizeram isto a outros Homens, que pensaram em toda esta monstruosidade, em provocar todo este mal a outro Ser Vivo, ainda por cima seu Igual, só porque alguém decidiu que estas Pessoas eram inferiores, que não eram dignas de viver como todas as outras.

Quem colocou todo este poder na mão do Homem?

Ninguém é Superior a Ninguém!!

A Segunda Guerra Mundial, terminou em 1945 o que significa que passaram 72 anos. 72 anos!! Não foi assim há tanto tempo. Será que o Homem não aprendeu nada com tudo isto?? Será que fechou os olhos a tudo isto?? Será que não acredita??

Fico revoltada, de verdade. Nao há nada mais triste.

Já li alguns livros sobre este tema, e faço questão de ler sempre mais um e mais um e mais um, para nunca me esquecer daquilo que o "Homem" é capaz de fazer a outro Homem, e para ter sempre presente toda a monstruosidade por que estes Homens passaram...

Como se nega água a alguém?? Como se despe uma pessoa de toda a sua dignidade?? Como se expõe uma pessoa só por seu bel prazer?? Como é que se sobrevive a isto?? E aqueles que se dizem "Homens", como conseguem sobreviver depois de toda a monstruosidade que provocaram a outro Homem??

No final do prefácio, o Autor escreve: "Acho desnecessário acrescentar que nenhum dos episódios foi fruto de imaginação."

 

"Vocês que vivem seguros em suas cálidas casas, vocês que, voltando à noite, encontram comida quente e rostos amigos, pensem bem se isto é um homem que trabalha no meio do barro, que não conhece paz, que luta por um pedaço de pão, que morre por um sim ou por um não.

Pensem bem se isto é uma mulher, sem cabelos e sem nome, sem mais força para lembrar, vazios os olhos, frio o ventre, como um sapo no inverno.

Pensem que isto aconteceu: eu lhes mando estas palavras. Gravem-nas em seus corações, estando em casa, andando na rua, ao deitar, ao levantar; repitam-nas a seus filhos.

Ou, senão, desmorone-se a sua casa, a doença os torne inválidos, os seus filhos virem o rosto para não vê-los."

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Goodreads

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D